A importância do paisagismo em edifícios

Jardim

O Jardim é um espaço que valoriza muito seu imóvel, seja pela beleza, ou pela possibilidade de passar um tempo em contato com a natureza sem sair de casa. E não importa se o seu espaço é pequeno, mesmo um jardim simples, já pode proporcionar bons momentos ao ar livre. Neste artigo vamos apresentar algumas dicas para ajudar a você compreender melhor o que de fato é paisagismo, jardinagem e cuidados que precisamos ter.  Vamos às dicas!

Seja em uma varanda, um quintal apertado ou em um edifício, a composição dos elementos de um jardim faz toda a diferença para o visual e a sensação de bem-estar em um espaço. Sempre que pensamos em montar uma casa ou apartamento, damos maior atenção aos móveis, aproveitamento do espaço, cores das paredes e design de objetos, mas muitas vezes nos esquecemos de um ponto simplesmente essencial de um projeto: paisagismo e jardinagem.

  • Diferença

Jardinagem ou paisagismo? Uma das maiores confusões que até mesmo arquitetos formados fazem é acreditar que os dois termos são sinônimos. Enquanto um se ocupa em produzir jardins, o outro procura produzir espaços funcionais, úteis, eficientes e tecnicamente viáveis (usando a jardinagem eventualmente como estratégia para obter tais resultados).

No paisagismo residencial é que se costuma ocorrer muita confusão entre o que é jardinagem e o que é paisagismo. Pingos-de-ouro ao longo dos caminhos, buchinhos e agaves junto aos muros não costumam ser nada além de simples jardinagem – uma das ferramentas usadas no paisagismo. Já a correta definição dos caminhos, acessos, tipos de pisos, traçado do muro, funções de cada área do quintal e definição das espécies vegetais segundo o uso ali esperado formam um conjunto de itens bastante importantes em projetos de paisagismo residencial de fato.

Paisagismo em Edifícios

Engana-se quem pensa que o paisagismo se restringe ao plantio de algumas espécies de plantas e que servem apenas para decorar. Tal tipo de decoração serve para dar um toque especial à construção. Ele aproxima as pessoas da natureza e deixa o ambiente mais agradável. Além disso, uma pesquisa realizada em 2011, pela Husqvarna, empresa sueca de equipamentos de jardinagem, mostrou que a valorização média de um imóvel com áreas verdes bem cuidadas chegou a 16%.

Essa pesquisa revela uma tendência forte em investir nas áreas verdes, pois antigamente as pessoas substituíam os jardins por calçadas, acreditando na praticidade. Com isso, os espaços verdes diminuíam. Hoje, a situação mudou e um arquiteto paisagista está sendo cada vez mais valorizado e participando da construção de um empreendimento desde às primeiras fases. Ele analisa a melhor posição do sol da manhã para a piscina, por exemplo, é ele também quem define a melhor posição de uma praça de lazer e de uma quadra de esportes.

  • Referências

Inicialmente, escolha com critério a empresa que fará as obras no jardim. Na hora de procurar um profissional para fazer o serviço, fique atento. Procure indicações, conheça trabalhos anteriores e procure profissionais habilitados. Isso é importante, pois um trabalho mal-
feito pode gerar problemas ao edifício ou à casa. Primeiro, peça o mesmo orçamento para diversas empresas (por exemplo: troca de grama e execução de um canteiro de flores). Com o pedido feito de forma idêntica, pode-se avaliar quem tem o melhor preço. Outra idéia é conversar com o paisagista ou o responsável pelos serviços. Procure saber da sua formação e se ele é filiado a alguma instituição ou associação de classe (como a Associação Nacional de Paisagismo ou de seu estado).

  • Tamanhos

O segundo passo a se decidir é em relação a área que será dedicada a jardinagem. Por isso, lembre-se que quanto maior o espaço verde, mais tempo será necessário para a manutenção.

Fachada jardim

  • Tipos de Plantas

A decisão das plantas deve ser de acordo com o seu gosto pessoal, mas você também deve considerar pontos como exposição ou não ao sol, umidade do local, tamanho e manutenção. Por exemplo, se a ideia é ter um jardim bem florido é preciso muita dedicação, mas se você quer plantas, leve em conta que árvores grandes não ficam bem em pequenos espaços, por isso os arbustos são ideais. Ao escolher as plantas, deve-se atentar para os aspectos ambientais, como profundidade do solo e recursos naturais disponíveis (água, luz, temperatura, vento, etc.). Plantas mais velhas e maiores são mais caras mas, em compensação, mais cedo oferecem um jardim cheio.

Tipos de plantas para jardim externo edifício

Use e abuse de plantas adaptadas à região e às condições climáticas, que dão menos problemas de doenças e manutenção. Já algumas espécies, apesar da moda, não são indicadas para jardins de condomínios. É o caso do ficus benjamina, das chefleras e das brassaias. Apesar de bonitas, de crescerem rápido e darem pouca manutenção, elas enraízam nos encanamentos, entupindo-os; abrem fendas em lajes, destroem rodapés e causam sérios problemas de infiltração de água.

  • Trate o solo

Antes de plantar, verifique as condições do solo. Caso a terra não seja fértil, é necessário nutrir a área, e para isso um profissional da área de jardinagem é essencial, caso contrário você pode matar as plantinhas com falta ou excesso de adubação. Devemos observar também que existem diferenças importantes na elaboração de jardins residenciais e de condomínios. Nas residências, geralmente se trabalha sobre o terreno natural, e nos condomínios, principalmente os verticais, o projeto é desenvolvido sobre laje, a qual geralmente serve de cobertura para as garagens, nos subsolos. Isso necessita de cuidados especiais, como a impermeabilização dessas lajes, a qual deve ser feita com manta asfáltica, e sempre com a consultoria de empresa especializada.

Paisagismo Frontal

Além disso, temos que tomar cuidados quanto às espécies escolhidas para a composição dos jardins, principalmente com relação ao porte (muitas vezes os espaços são pequenos), às raízes (para que a impermeabilização não sofra danos), e à insolação (importante para o desenvolvimento das espécies), pois raízes de árvores plantadas muito próximas à uma construção pode gerar danos aos alicerces ou tubulações. Outros problemas são os entupimentos de calhas, riscos com o telhado e à fiação dos postes de iluminação. Sendo assim, é interessante que haja a consultoria de profissional qualificado, seja ele, um arquiteto ou um paisagista.

  • Itens decorativos

Um belo jardim é capaz de valorizar a fachada, transformando a entrada dos edifícios em áreas mais aconchegantes e descontraídas. O jardim faz com que tanto os moradores, como visitantes, sejam bem recebidos no local. Afinal, é na área verde da nossa residência onde procuramos deixar o estresse e as preocupações de lado, e nos permitimos relaxar, aproveitar o momento e recuperar as energias após um longo dia. E no projeto de paisagem de um edifício, o importante é garantir que todas as áreas livres tenham algum uso ou função, nem que este seja meditação e contemplação.

Para criar uma interação entre natureza e convivência, vários materiais podem ser empregados. Invista não só em plantas e flores, mas também em itens para compor o jardim, como cascas de árvores, troncos, correntes, pedras, cadeiras, bancos e redes, ou seja, materiais e acessórios dos mais diversos, tendo uma preocupação estética e funcional (o que gera praticidade) direcionando a escolha das espécies de plantas e dos arranjos a serem adotados. Assim você vai ter um pequeno espaço aconchegante para aproveitar em meio a natureza.

Jardim frontal relaxante edifício

  • Custos e manutenção

Muitas vezes, o paisagismo se torna supérfluo pela impressão errônea de se tratar de um investimento alto, ao contrário da verdadeira realidade. O custo, geralmente, pode ser facilmente adaptado às condições dos moradores, sempre resultado de um diálogo entre proprietário e o arquiteto ou paisagista responsável pelo projeto.

Depois do jardim implantado com as plantas adequadas, é hora de pensar na manutenção. A sua periodicidade, geralmente, é proporcional ao tipo e tamanho do jardim e das espécies utilizadas. Não há regras e tudo deve ser baseado no projeto. Por exemplo, um jardim de plantas anuais, para estar sempre florido, exige troca frequente de mudas, a cada 2 meses, aproximadamente. É fundamental entregar a manutenção para um profissional preparado: há adubos específicos para cada ocasião e cada tipo de planta e remédios adequados para determinadas pragas.

Manutenção Jardim

Algumas plantas precisam de podas regulares. Outras, se podadas, são irremediavelmente prejudicadas. Portanto, uma manutenção adequada pode ser feita a cada quinze dias, um mês ou até dois meses. Tudo depende do tipo de vegetação que foi implantada e dos cuidados que elas necessitam.

Resumindo, ter um jardim em casa é uma excelente maneira de manter o contato com a natureza na sua forma mais bonita, harmonizando com o restante do ambiente e trazendo um local de meditação, beleza e tranquilidade para sua casa. O paisagismo pode ajudar a residência a ter uma relação mais amigável com o espaço público, fazendo transições espaciais mais simpáticas e convidativas. Ele também vai permitir que todo o espaço do quintal tenha uma função otimizando o espaço e valorizando o conjunto como um todo.

O paisagismo é super importante para as construções. Ele também é responsável em atrair o contato dos moradores com a fauna e a flora. Nós da Borgesi engenharia nos preocupamos e investimos em projetos de paisagismo com este intuito e com foco na qualidade de vida dos moradores do condomínio. Seguindo a tendência dos projetos que priorizam os conceitos de funcionalidade e comodidade, o Edifício Pitágoras privilegia um enorme jardim frontal de 200 m² com um pequeno pomar, playground para as crianças e uma área gourmet integrada para passar aos usuários a boa impressão de um espaço trabalhado junto a natureza.

Ed. Pitágoras - Perspectiva Espaço lazer

Entre em contato e saiba mais sobre as nossas unidades!

Quais os valores principais numa boa relação cliente x fornecedor

Fornecedor reunião

Foi-se o tempo em que para ser um bom fornecedor bastava apenas entregar o produto ou serviço contratado no prazo. Hoje isso é o mínimo. Saber o que se espera dos fornecedores é essencial para a garantia de melhores resultados no seu negócio, facilitando os processos, tranquilizando a força de trabalho e satisfazendo o cliente. Por isso, é fundamental que os empreendedores de pequeno e médio porte, cuja sobrevivência do negócio depende de uma outra empresa cliente, saibam o que esperar de um bom fornecedor e escolher bem para a prosperidade do negócio de ambos.

E para nós do ramo da construção civil, para que uma obra seja entregue no prazo e mantenha elevado padrão de qualidade é fundamental contar com fornecedores eficientes e que consigam suprir todas as demandas do canteiro. Os fornecedores são elos fundamentais dentro do processo, pois fornecem os insumos necessários para que a empresa atenda com seus produtos ou serviços o cliente ou usuário final. Porém para garantir a qualidade do nosso produto / serviço, o fornecedor deve atender aos nossos requisitos ou especificações .

Para que você, fornecedor, possa entregar o melhor produto e garantir a satisfação de seus clientes, desde a concepção do projeto até a entrega da obra, preparamos algumas dicas bem importantes que ajudarão nesse processo de avaliação e critérios que uma empresa valoriza em um fornecedor. Confira agora 5 critérios que avaliamos em um bom fornecedor para nossa empresa. Acompanhe!

Fornecedor reunião

  • Agilidade / Respeito

Bons fornecedores para obras são aqueles que cumprem os prazos de entrega e não impactam o planejamento do canteiro. Agilidade e flexibilidade de prazos são alguns diferenciais importantes na hora de contratar o melhor fornecedor. Mesmo as empresas que possuem processos rígidos e bem definidos sabem trabalhar de maneira a se adequar às necessidades do cliente. Optar por fornecedores que consigam compreender suas demandas e saibam encaixá-las de modo a nunca deixar sua empresa na mão. Sabemos que o cumprimento dos prazos depende da negociação, mas o fornecedor que se prontifica a flexibilizar suas operações para atender um cliente demonstra um cuidado com o sucesso do seu negócio e também com a manutenção da parceria. Cumprir o prazo acordado já não está sendo diferencial para os fornecedores. As construtoras estão buscando por empresas que tenham alguns diferenciais de mercado como, por exemplo, agilidade no prazo de entrega (frente a seus concorrentes), realizar entregas imediatas e processos de compra sem burocracia.

Entrega de produtos fornecedor

  • Preço

Um bom relacionamento com os fornecedores também é a porta para negociações de prazo e preços. Prazos de entrega curtos podem colocar sua empresa um passo mais à frente de seus concorrentes, reduzindo assim a necessidade de grandes estoques, diminuindo riscos e perdas. As melhores condições de pagamento – seja um preço com desconto ou um parcelamento diferenciado – também pode reduzir o peso da matéria-prima sobre seus custos. O fornecedor deve ser capaz de oferecer preços competitivos, não significando necessariamente o menor preço. Trata-se de lógica. Em tempos de crise ou não, queremos qualidade, preço justo e um excelente atendimento.

  • Qualidade

A qualidade também é essencial. Este ponto é indiscutível e inegociável. Escolher fornecedores de boa qualidade é essencial não apenas para as vendas, mas também para a fidelização dos seus clientes. Consumidores insatisfeitos dificilmente repetem a experiência de compra. Além disso, um produto de qualidade duvidosa é extremamente prejudicial para a reputação da sua empresa ou produto. É comum vermos obras que, mesmo depois de prontas, ainda terem uma equipe de manutenção corrigindo os erros cometidos durante a execução do empreendimento devido a materiais de baixa qualidade ou danos causados posteriormente. O diferencial de qualidade é um ponto extremamente importante mas que exige uma sintonia muito grande entre as partes para se chegar no melhor custo x benefício. Nem sempre o maior fornecedor é o que tem mais qualidade, assim como o produto ou serviço mais caro não é garantia de ser o melhor. Exige do contratante Know how e sabedoria para contratar.

Qualidade material fornecedores

  • Credibilidade e Competitividade

Uma das características fundamentais de um bom fornecedor é a credibilidade. Por isso, é válido buscar por fornecedores sérios e que tenham experiência em sua área de atuação. Isso faz com que eles tenham um nome a zelar e com certeza vão preservar essa característica difícil de adquirir para estreitar ainda mais o vínculo entre as partes. A credibilidade de uma empresa tem relação direta com a formalidade e a legalidade. Empresas que têm uma marca consolidada no mercado estão sempre atentas à legalidade de seus produtos e processos, e tratam suas negociações com a devida formalidade e respeito necessários. Já com relação a competitividade, hoje em dia uma empresa não pode ser competitiva de forma isolada. Ela faz parte de uma cadeia de compradores / fornecedores que tem como objetivo final a satisfação dos consumidores. Estamos numa era de pressão competitiva e a necessidade de melhorar os processos nunca foi tão intensa como agora. Cada vez mais a relação de confiança entre cliente e fornecedor torna-se um diferencial em um mercado tão competitivo.

  • Fidelização e Parcerias

Hoje entre cliente e fornecedor procuram desenvolver um clima de confiança mútua onde ambos saem ganhando, gerando desta forma uma parceria entre eles. Nesta parceria, o fornecedor ajuda no desenvolvimento do projeto e do produto, na análise e melhorias do processo produtivo de seu cliente, garante a qualidade e fornece um termo de garantia pós contratação de acordo com as normas legais. Quando essa parceria atinge elevado grau de evolução gerando confiança mútua, participação e fornecimento com qualidade assegurada, certamente a parceria é frutífera! Uma parceria com um fornecedor requer condições diferenciadas de compra, poder de negociação e melhores preços em troca de exclusividade. Por exemplo, assinar um contrato de longo prazo ou de grande escala são diferenciais dessa fidelização.

Parceria cliente e fornecedor

Como já vimos, existem motivos financeiros para cultivar um bom relacionamento com os fornecedores. Mas também existe um motivo bem mais simples: manter um ambiente de trabalho saudável e equilibrado. Quando a relação com o fornecedor é de confiança e amizade, mesmo que algum problema eventualmente apareça, ele pode ser resolvido através de uma conversa aberta e honesta. A relação não fica sob tensão e a parceria não se desfaz na primeira dificuldade. As construtoras buscam realizar parcerias por uma questão de estratégia, normalmente com empresas responsáveis que fornecem os materiais de qualidade e com preços justos. Na relação de parceria, todos se beneficiam. O importante aqui é entender as necessidades do cliente, com melhor custo x benefício e oferecer condições interessantes para ambas as partes onde a margem de lucro é satisfatória.

Fidelização e parceria cliente fornecedor

Essas são algumas dicas que podem auxiliar nesse minucioso processo de escolha do melhor fornecedor. Com valores extras como cortesia, educação, eficiência e qualidade no atendimento, o cliente sentirá segurança e satisfação. Será surpreendido positivamente e garantirá a próxima compra bem como a indicação à outros futuros clientes.

A Borgesi Engenharia sempre estará nos dois lados dessa moeda, uma hora sendo uma cliente empresa exigente e responsável na contratação de seus fornecedores, na outra face sendo a fornecedora de produtos confiáveis, com preços justos e de extrema qualidade valorizando a parceria com clientes fiéis e satisfeitos. Tudo sempre na mesma energia de se fazer o melhor para todos ganharem!

Aprendeu como captar bons fornecedores para obra ou empresa? Agora não deixe de compartilhar nas redes sociais e ajude também seus amigos a escolherem os seus parceiros comerciais!

Convívio Social dentro do Apartamento: Sala Estar, Jantar, Cozinha e Varanda Gourmet

Amigos convívio social

Imagina ter um espaço em casa que seja assim, super criativo e confortável, para poder curtir com a família e os amigos? Por isso a dica hoje é sobre o convívio social nas diversas áreas da sua casa com toque de requinte, sofisticação e praticidade!

Para começar, é muito importante atentarmos para a definição de três coisas:

  • A primeira é para a escolha de cores, pois influenciam no humor e na vida das pessoas que ali ficarão.
  • Os materiais também são muito importantes, pois terão que dar aconchego para os ambientes.
  • E por último mas não menos importante, é a funcionalidade, pois este fator conta muito para deixar os ambientes práticos para serem explorados e mantidos.

Importante salientar que os apartamentos hoje estão bem menores e os moradores recebendo mais convidados.

Amigos convívio social

A principal dica na hora decorar, e isso vale para qualquer ambiente da casa, é planejar o projeto de acordo com as limitações do espaço. O primeiro passo para o conforto é priorizar a circulação entre os móveis e não dispor peças maiores que a metragem disponível. O equilíbrio é fundamental, até mesmo para a harmonia das estampas e cores.

No caso das cozinhas integradas, por exemplo, tudo mudou com o passar dos anos. Antigamente as cozinhas eram um local frequentado apenas por cozinheiras; as refeições eram servidas nas copas ou nas salas de jantar.

Convívio social cozinha integrada

Essa modificação começou através de pequenas aberturas da cozinha para o ambiente de jantar pelas quais os pratos eram passados. Em seguida vieram os balcões e bancadas em vãos abertos, mais conhecidas como cozinhas americanas. As cozinhas americanas caíram no gosto dos brasileiros, pela sua praticidade e integração com os familiares e convidados. O papo gira ao redor da mesa de jantar ou bancadas, que integra a cozinha no restante da sala. Vale salientar que o espaço tem que ser charmoso e a decoração caprichada desde a escolha dos utensílios, cores dos móveis da cozinha etc. Para não errar na escolha das cores e estampas é importante identificar o estilo de decoração e o design da mobília inserida nas salas de jantar e estar, para uma correta composição.

Convívio social amigos

Não podemos deixar de dar atenção também à sala de estar que normalmente está ligada com a de jantar. Este ambiente é dedicado para o descanso, descontração e convívio social da família. Por ser um dos ambientes mais visitados da casa, merece uma decoração especial que transmita tranquilidade, sensação de relaxamento e principalmente que mostre a personalidade de todos aqueles que dividem a casa com você.

Convívio social sala de jantar

A escolha das cores em móveis e estampas tem que ser bem pensada e harmonizada com o restante. No mobiliário vale a pena investir em um bom e confortável sofá, poltronas, tapetes, almofadas e estantes para a TV. Evidenciar elementos da marcenaria, como prateleiras que recebem luz embutida, ou a mesa de centro e de jantar com um lustre baixo e de luz quente, funciona bem. A ideia é que a iluminação desses espaços seja versátil. Além disso, não esqueça que a escolha dos revestimentos das paredes e pisos são fundamentais, pois são eles que determinarão, além do decorativo, a temperatura dos ambientes.

A iluminação é um dos elementos mais envolventes da decoração, além de ser fundamental para dar o clima certo a cada tipo de ambiente, ela também está ligada ao nosso metabolismo e influencia diretamente na nossa qualidade de vida. Seja dentro de casa ou em áreas afins, o uso correto da luz interfere, e muito, na dinâmica dos espaços.

Sala de estar luxo convívio social

A cor não pode ser deixada de lado, pois deixam os ambientes jovens e alegres. A utilização em móveis, almofadas, quadros e adornos ajudam bastante para dar este clima alegre e vibrante. Fotografias de pessoas da casa e amigos especiais dão vida e alimentam recordações com boas conversas. Já os tons neutros é a opção ideal para quem gosta de renovar sempre com frequência o ambiente, pois permite alterar os objetos simples como almofadas, flores e enfeites que darão uma aparência renovada ao cômodo.

Sala de estar moderna

Já a varanda gourmet passou a ser o espaço preferido para o convívio social e familiar, por isso o crescimento da procura desse ambiente nos novos projetos de apartamentos. A “varanda gourmet” é na teoria um espaço com churrasqueira, mas o termo ficou tão popular que é usado para denominar qualquer varanda que tenha espaço suficiente para se ter qualquer tipo de convívio. Seja ela com churrasqueira ou não, o fato é que cada vez mais os compradores buscam esse tipo de característica nos apartamentos e muitas vezes pode até ser o fator principal na escolha de um imóvel.

Varanda gourmet convívio social

Uma varanda gourmet precisa basicamente de três itens: churrasqueira, pia e uma pequena área de circulação (área de estar) onde ficarão posicionados alguns mobiliários. Um espaço como esse tem que ser confortável e funcional para que a experiência seja realmente de descontração total. A decoração pode seguir a linha dos outros ambientes, mas é sempre bom dar uma colorida e usar móveis de madeira rústicos para dar um ar alegre e aconchegante. As bancadas têm que ser práticas, de materiais apropriados e de fácil manutenção e limpeza.

Varanda gourmet apartamento

Todos os ambientes deverão ser bem pensados e programados para não ficarem sem harmonização. Além disso, a tendência de integrar ambientes surgiu, principalmente, para valorizar ambientes de convívio social e lazer.

Pronto! Agora você já tem várias dicas para melhorar esses espaços de convívio social e poder curtir com seus amigos e família. Conheça nossos empreendimentos prontos e visite o Ed. Pitágoras em fase final de construção, com sala de estar, jantar, varanda gourmet e muito mais! Tudo bem planejado, com acabamento alto luxo para seu maior conforto. Aproveite!

Contato marieta

Projeto de iluminação: o que é projeto luminotécnico, dicas e como utilizar

Projeto de iluminação

Um bom projeto de decoração está, invariavelmente, ligado a um bom projeto de iluminação. E, para pensá-lo adequadamente, é essencial ter o “layout” de cada ambiente e determinar claramente o objetivo do espaço. Com esses pontos definidos é possível saber o que e como iluminar de forma funcional e bonita.

Com as dicas da designer de interiores Marieta Lemos entenda a importância da lâmpada certa e saiba como pensar no projeto luminotécnico para cada ambiente da casa.

O que é?

Você já ouviu falar em projeto de iluminação ou luminotécnico?
O projeto luminotécnico é a combinação entre a iluminação artificial e arquitetura, visando o melhor emprego de lâmpadas e modo de iluminação no ambiente. Esse tipo de projeto tem como objetivo principal a funcionalidade e estética do ambiente iluminado, assim como, o bom uso das lâmpadas, que com o uso correto ainda podem contribuir para a economia de energia.

A importância de um bom projeto de iluminação

 

 

 

Hoje em dia é muito importante a economia de energia e redução ao impacto ambiental. Deve se trabalhar de maneiras diferentes e conjuntas a luz artificial e natural dos ambientes.

O projeto de iluminação de uma residência deve levar em conta não apenas a estética, mas a função de cada ambiente e a relação que o morador terá com ele. O posicionamento das luminárias deve ser pensado de acordo com a decoração, sempre levando em conta o aspecto funcional do cômodo.

É importante descobrir o tipo ideal de lâmpada para o efeito de iluminação desejado e o posicionamento ideal que ela deve ter. As características do produto devem atender às necessidades do ambiente, não o contrário.

Projeto iluminacao sala

As luzes de led são as estrelas da iluminação, tanto as lâmpadas como as fitas de led. São conhecidas pela ótima iluminação, durabilidade e economia de energia, e podem ser encontradas em diferentes temperaturas de cores. A iluminação hoje é o ponto chave para que a decoração fique aconchegante e harmoniosa.

Sendo um truque para valorizar e ressaltar os detalhes e revestimentos como piso e paredes. Principalmente o mobiliário, quadros, plantas, adornos e esculturas. Na economia são relevantes, pois uma iluminação eficiente oferece a quantidade de luz necessária, sem pesar nas contas.

Iluminação em sala de estar e jantar

Muitas vezes, quando estamos decorando uma sala, acabamos dando atenção aos móveis e adornos, esquecendo-se de planejar a iluminação. Simplesmente achamos que colocando um lustre ou um plafons central estará resolvendo e iluminando o ambiente.

Engano puro!

A iluminação hoje é tão importante quanto os móveis e cortina. A localização de um bom e lindo lustre pode atrapalhar e ofuscar o restante da iluminação. Feito com harmonização e pensando na funcionalidade dos ambientes, a iluminação vira a estrela da decoração. A falta de iluminação em alguns pontos do ambiente pode ficar escura e desvalorizar os adornos ou uma linda peça.

Projeto iluminação sala de estar

É importante pensar na quantidade de luz necessária para cada ambiente. Sem exagero!! Mas bem iluminado! As cores e revestimentos nas paredes também são um fator importante, como também a cor das lâmpadas a serem usadas.

As paredes escuras absorvem mais luzes, sendo assim as lâmpadas terão que ter mais intensidade. Já as paredes claras poderão ser usadas lâmpadas com filtro coloridos para produzir um efeito de cor e versatilidade.

 

Iluminação quarto de casal e solteiro

Cada ambiente de uma casa pede um tipo de iluminação específica, que pode ser feita difusa, direta ou indireta com sancas. Quartos com luzes indiretas ajudam no conforto e aconchego.  No quarto, a luz uniforme e indireta é a que dá melhor resultado. Ela pode ser obtida com luminárias com filtros de acrílico ou vidros foscos.

 

Iuminacao quarto suite

 

A iluminação precisa se ajustar às atividades que podem ser desenvolvidas no quarto – ler, ver televisão, namorar, trocar de roupa. Um recurso que costuma ser bastante útil é a dimerização, ou seja, um controle para a intensidade da lâmpada.

Projeto iluminação quarto

Iluminação cozinha e área de serviço

Cozinhas sempre com iluminação claras, para não perder as cores dos alimentos, para isso, o ideal para esse cômodo é utilizar lâmpadas com grande índice de reprodução da cor. As lâmpadas incandescentes como as halógenas e as dicroicas são as que possuem maior reprodução de cor.

 

Iluminação cozinha clean

Hoje em dia a lâmpada tem classificações como branca, neutra e amarela, isto faz com que fique mais fácil nas escolhas para cada ambiente. E outro fator importante às lâmpadas de LED’s não esquentam e não emitem calor, deixando assim o ambiente mais fresco.  Já as lâmpadas dicroicas comuns aquecem muito o ambiente.

 

Projeto luminotécnico cozinha

Iluminação banhos e lavabos

 

Nos banhos e lavabos a atenção é para as bancadas onde é sempre valorizado. Por isso, é muito importante caprichar na colocação das lâmpadas em torno dessas peças, garantindo assim uma boa imagem do morador ou visitante.

Hoje, você não consegue fazer um bom projeto de iluminação se não pensar na iluminação como um todo, pois ter um ambiente iluminado de acordo com as suas necessidades é possível valorizar ainda mais a sua decoração. A iluminação pode tanto elevar como desmerecer seu ambiente, então todo cuidado é pouco ao utilizá-las.

Iluminação banhos elavabos

Iiluminação banheiro

O banheiro é o cômodo onde mais se cometem erros de iluminação. A regra básica é: iluminação uniforme e intensa, principalmente na bancada da pia. As lâmpadas refletoras devem ser evitadas a todo o custo porque criam sombras no rosto e prejudicam as mulheres na hora de se maquiar e homens quando fazem a barba.

Para o banheiro são indicadas luminárias com acrílico leitoso, vidro leitoso ou lâmpadas difusoras, como a fluorescente. A luz de camarim, que alguns usam no banheiro, também é bastante prejudicial para a aparência, já que cria sombras, e as lâmpadas são muito quentes, fazendo o usuário transpirar com facilidade. Este tipo de iluminação só é usado no camarim para o artista simular a visão que o publico terá dele.

Iluminação área externa

A iluminação externa também é um ponto importante, e que pode valorizar e muito a fachada da casa. Lâmpadas e luminárias tem que ser adequadas para valorizar e transformar a área externa da sua casa.

Conceitual, objetiva e cênica. A iluminação dos jardins pode seguir os mais diferentes estilos. Faz toda diferença para embelezar a casa ao por do sol. As lâmpadas e luminárias é que vão fazer toda a responsabilidade de destacar o projeto de paisagismo. Não há regras fixas para o planejamento de iluminação, mas o importante é valorizar as plantas.

Iluminação área externa

Hoje em dia a tecnologia de lâmpadas LED fez seus custos baixarem e normas estão impondo o fim das lâmpadas incandescentes. Com a proliferação dos modelos de lâmpadas LED a escolha da melhor lâmpada ficou ainda mais difícil. E para piorar, as lâmpadas LED não costumam ser dimerizáveis, somente alguns modelos é que realmente dimerizam bem.

Quando for escolher lâmpadas LED que serão utilizadas em conjunto com automação o cuidado precisa ser redobrado, para garantir uma boa dimerização, sem surpresas ou efeitos indesejados. Existem muitos produtos bons e também muitos produtos ruins. Quem optar apenas pelo preço mais baixo corre um grande risco de não ter resultados satisfatórios na hora da automação e além disso pode comprometer a sua economia.

Os novos LED’s conseguem um resultado melhor quanto à reprodução de cores, além de emitir menos calor e nada de raios UV. Acredita-se que daqui uns cinco anos aproximadamente as residências do mundo estarão usando lâmpadas de LED e saber utilizá-las a seu favor é ideal para valorizar os ambientes. Muito cuidado ao escolher as lâmpadas e luminárias para elas.

Agora que você já sabe o que é um projeto de iluminação e todos os benefícios que o emprego correto do tipo e local de iluminação trazem para a melhor valorização do ambiente. Nada como um bom profissional para a execução do projeto e especificá-las!!

Contato marieta

Expo Revestir: Confira algumas apostas para 2017

Expo Revestir 2017

Peças de grandes formatos, tridimensionais, texturas naturais, materiais ecológicos, muito cimento e inspirações em clássicos do passado, como a paginação em espinha-de-peixe estavam entre as principais tendências presentes nos estandes da maior feira de revestimentos da América Latina a Expo Revestir.

Entre 7 e 10 de março, aconteceu a Expo Revestir 2017 em São Paulo. Mais conhecida como a fashion week da arquitetura e construção, a feira chega a sua 15ª edição com diversas novidades em revestimentos, louças e metais de aproximadamente 240 expositores, sendo 24 internacionais.

Os tempos são desafiadores, assim como as apostas dos fornecedores de soluções em acabamentos do setor apresentadas durante a 15ª edição da Expo Revestir. Em tempos de crise, vale reposicionar as estratégias, buscar expandir a presença no comércio internacional e enxergar oportunidades em outras frentes, como no mercado de reformas, sem contar com o investimento em novas tecnologias tanto de produção quanto dos materiais usados na fabricação dos produtos.

Porém para o ano de 2017 a presença foi marcada pela forte onda dos tridimensionais e do industrial urbano. Os lançamentos surgem de formas geométricas, elementos 3D, metalizados, materiais que imitam características naturais e muita cor.

Selecionamos alguns lançamentos que se destacam pela inovação tecnológica, cor, textura ou material apresentados pela Expo Revestir. Confira algumas das apostas para 2017!

A Eliane trouxe uns modelos incríveis de porcelanato que nem pareciam ser porcelanato. O destaque é a coleção AGA, assinada pelo paisagista Alex Hanazaki. Outra novidade são os formatos gigantes, que chegam a medir até 1,20m x 2,40m, maior do que a porta do seu quarto! A inspiração vem da estética natural e do estilo industrial e a coleção é composta por sete tonalidades. Esses grandes formatos possibilitam menos juntas e recortes, o que resulta num acabamento estético muito mais natural e bonito.

Expo Revestir eliane porcelanatos

Com base na simetria precisa das formas geométricas e inspirado na fina trama ancorada por pedras preciosas presente nos Ovos de Fabergé, a Tessela criou mosaicos compostos pelo mármore Thassos e ornamentado por cristais Swarovski.

Porcelanato eliane coleção AGA tessela

Com o processo de reciclagem de resíduos da fábrica, a Nina Martinelli criou novos revestimentos, com destaque para a linha Brick, que atualmente possui 22 modelos. Mais quatro modelos serão lançados, em formato de tijolinhos: Brick Naturalle (faces irregulares e tom semelhante ao tijolo natural); Brick Fendi (extraída do concreto, é um cinza esverdeado, na versão Brick ganha um aspecto oxidado e tonalidades variadas); Brick Ocre (confere uma bela composição que mistura as cores ocre e verde); e Brick Rosso (modelo clássico e no tom de terra, apresenta todas as características da cerâmica rústica.

Expo revestir nina martinelli brick fendi

A Cerâmica Portinari lança dez coleções com destaque para a Pietra de Savoie. Inspirada na região homônima que pertence à França, o porcelanato reproduz a pedra característica do lugar, que é banhado pelo Lago de Genebra e rico em belezas naturais. Com o tom cinza-azulado e um toque rudimentar, o visual rústico do produto propõe um infinito esplendor aos ambientes. Disponível nos formatos: 100 x 100 cm e 60 x 120 cm, e nas texturas acetinada, polida e antiderrapante, a coleção pode ser usada em ambientes internos e externos, residenciais e comerciais.

Cerâmica portinari pietra

A Venis do grupo espanhol Porcelanosa, inspirou-se no luxo e exclusividade dos metais preciosos para imprimir elegância às suas últimas séries de revestimentos cerâmicos. No revestimento Artis Bronze, os delicados sulcos permitem um espetacular jogo visual de luzes e sombras, que se potencializa com o brilho metálico deste material.

Porcelanosa artis silver bronze

A linha de design de superfície nomeada de Quantum, foi inspirada pela física quântica e pelo estilo arquitetônico escandinavo de John Pawson, o laminado conta com tons suaves e claros com veios desenhados a partir da tradução dos códigos binários da seguinte frase “Esta placa cura, protege, prospera, da amor, paz e felicidade”

A mistura de design, espiritualidade e ciência fez a estilista criar uma placa quântica com dizeres positivos, de forma que as pessoas recebam e devolvam essa energia de volta ao universo.

Expo Revestir 2017 linha quantum

A Solarium lança três linhas de revestimentos e uma coleção de cobogó, no ano em que celebra duas décadas de existência. Entre as linhas com design assinado, estão a Contemporânea e a Cinética, criadas pela arquiteta Vivian Coser, a linha Joá e o cobogó Leno, desenvolvidos pelo designer Zanini de Zanine.  Pode ser utilizado tanto na posição vertical quanto na horizontal possibilitando diferentes efeitos de luz e sombra.

Revestimento solarium joá

Cobogó leno revestimento solarium

A Michelangelo Mármores traz o Michelangelo Nuvolato. A rocha ornamental, reconhecida pela textura compacta, alta resistência e baixa porosidade é extraída de uma jazida própria da empresa paranaense.

Michelangelo mármores nuvolato

Eucatex apresenta a linha Gran Elegance, dos pisos laminados Eucafloor, tem réguas de 45 cm de largura, a maior do segmento disponível no mercado. A novidade é apresentada no padrão London, como o lindo desenho espinha de peixe. Além disso, o rodapé Reveste funciona como uma moldura e elimina a necessidade de remover o rodapé para renová-lo; a divisória Novitá conta com sistema de painéis inteiros para ambientes corporativos; e a linha de painéis MDF Lacca Cetin ganhou cinco novas cores: Azul Arquipélago, Champagne, Rosa, Verde Noronha e Grafite Intenso.

Eucatex Expo Revestir 2017

Expo Revetir Eucatex 2017

Os lançamentos da Biancogres são porcelanatos digitais, acabamentos acetinados e a inspiração no ladrilho hidráulico são apostas. Conta também com o Porcelanato Montalcino, inspirado nos mármores clássicos da Toscana italiana. Devido à tecnologia de acabamento e polimento, as peças têm alto brilho e maior resistência a riscos e manchas.

Biancogres linha stelle

Expo Revestir 2017 lançamentos-revestimentos

1 – Grey matte que é a nova cor de metais da marca – muito linda e super moderna!

2 – Linha branca de metais que também é um lançamento e aproveitando o gancho também quero destacar as torneiras com cruzetas que já vinham sendo usadas principalmente em décor retrô e industrial, mas naquele modelinho antigo de metal produzidos por varias marcas e que agora ganhou material e design mais modernos!

3 – Coleção conceito assinada pelo design Jader Almeida que traz elementos incríveis como cubas, chuveiros, torneiras, monocomandos que estão extraordinária… Além da dobradinha com Jader, a Deca ainda investe na tecnologia 3D para criar o novo chuveiro conceito. As tramas entrelaçadas recebem a água sem deixar o fluxo vazar, regulando ainda a pressão adequada para um banho confortável e design das peças que está simplesmente revolucionário!

4 – Tecnologia Deca Comfort que evita que a água de torneiras, por exemplo, espirre em toda a cuba e usuário, dando maior eficiência também aos novos modelos de cubas lançadas pela marca que são bem mais rasas!

Expo Revestir 2017 Deca tendência

Expo Revestir deca

As cubas mais uma vez aparecem como verdadeiras joias, além dos acabamentos metalizados elas apareceram com acabamento fosco. Amamos a cuba com aspecto mais rústico, parecendo concreto aparente, ficou incrível!

Além das peças com design diferenciado, a marca apresentou soluções que oferecem inovação, tecnologia e funcionalidade, promovendo economia de água, super importante para os dias de hoje. As cubas ganharam dimensões maiores e prometem invadir não só os banheiros, mas também cozinhas e lavanderias.

Deca Revestir 2017

A Borgesi Engenharia também esta antenada nas últimas tendências de lançamentos do mercado. Sendo assim o nosso empreendimento Ed. Pitagóras também conta com acabamentos nobres e diferenciados. Dentre eles estão as cubas especiais, texturas cimentada que estão super em alta, e  porcelanatos tamanhos maiores (0,60×1,20) visando sempre para o custo benefício, para não onerar os custos ao seus clientes. Venha conhecer!

Gostou das dicas? Então compartilhe!